Notícias


Calcário ajuda na busca pela ampliação da produtividade agrícola


A indústria de calcário agrícola no Brasil auxilia na ampliação da produtividade. A necessidade da correção da acidez do solo evita o aumento de custos que surge quando os agricultores buscam avançar nos resultados somente com o plantio em novas áreas.

“A aplicação de calcário é aprovada pelo agricultor. Precisamos ampliar essa conscientização, tornar rotina a calagem”, declara o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Calcário Agrícola (Abracal), Oscar Alberto Raabe. O Dia Nacional do Calcário Agrícola é festejado em 24 de maio.

O país consome 30 milhões de toneladas desse insumo por ano. “O ideal seria no mínimo o dobro, o que traria novos números para a produção sem ampliar os espaços de plantio. Aumentar área plantada traz muito custo”, fala Raabe.

Há vários casos de bons resultados quando se adota a calagem, como é conhecido o processo de correção da acidez do solo. Os bons resultados obtidos pela soja no Rio Grande do Sul têm como um dos pilares a aplicação do calcário ao longo de pelo menos 3 anos. Duas em cada três toneladas vendidas pela indústria de calcário gaúcha vão para onde se planta soja.

Renovabio e clima

Porém, São Paulo sofre com a baixa produtividade nos canaviais. A ausência da aplicação do calcário é um dos fatores desse cenário. A esperança está na implementação do programa Renovabio.

A questão do clima também surge no cenário. As safras de soja no Sul e de cana em São Paulo sofreram com a estiagem severa.  Ao longo dos meses de abril e maio, a pluviosidade reduzida afetou os canaviais paulistas.

Para o presidente da Abracal, o calcário é tecnologia, e como tal precisa de acompanhamento. “Há um processo técnico de análise de solo que determina a quantidade a ser aplicada e sua periodicidade. Adotada essa recomendação, o ganho é visível”, completa Raabe.

A indústria de calcário ainda aponta outro fator importante na planilha do agricultor: corrigida a acidez do solo, o adubo rende melhor.

Raabe e os sindicatos estaduais da indústria de calcário estão buscando junto ao governo um plano nacional de correção da acidez do solo. A aplicação de calcário ajudaria as áreas de cultivo no país a ampliar os resultados, tanto para o abastecimento interno como para exportação.


Data: 23/05/2018
Fonte: Assessoria de Imprensa - Abracal
Voltar


Rua Comendador Rheingantz, 50/202
Bairro Auxiliadora - CEP 90450-020 - Porto Alegre - RS
Telefone (51) 3330-7765 / 3330-0037
Fax (51) 3330-7765
E-mail: abracal@abracal.com.br